Fabiana Milazzo: “Roupa barata implica condições sub-humanas de trabalho”

Segundo a estilista, "não existe mágica": quando preço é muito baixo, a mão-de-obra está sendo explorada de maneira abusiva.

Quando se fala de ética na cadeia de trabalho na indústria da moda, Fabiana Milazzo é categórica: “Não existe mágica, roupa baratinha implica em condições sub-humanas de trabalho”, disse a estilista mineira no backstage de sua apresentação no SPFW N45 que acabou de acontecer. “Quando alguém compra uma peça de uma fast-fashion, ela precisa ter na cabeça a noção de que está comprando um produto cuja mão-de-obra é tratada de forma desumana. Esse é o primeiro passo para um estilo de vida com hábitos de consumo mais responsáveis: saber de onde vem a roupa que você está usando.”

Leia mais: Perguntamos no SPFW: Como fazer uma moda mais justa?

Foi o documentário The True Cost (2015) que fez com que a designer especializada em vestidos de festa bordados criasse um projeto para combater esse tipo de trabalho. O Mulheres de Renda acolhe mulheres que não têm emprego para aprenderem a bordar. “O bom é que as atividades acontecem no contra-fluxo escolar. Assim, as crianças podem ficar com elas por lá. Temos alimentação e atividades como aula de música, de robótica e campo de futebol para elas não se preocuparem com as crianças. A ideia é que, depois de um tempo, elas consigam ficar independentes com essa profissão.”

O intuito de Fabiana é subverter o jogo: usar o sistema da moda para empoderar mulheres, e não para escravizá-las como as gigantes do fast-fashion. “Elas começam fazendo camisetas — que são mais simples — e conforme vão se especializando passam a bordar vestidos inteiros.” Para a empresária, está na mão de cada empreendedor a oportunidade de criar uma indústria mais justa. “É uma responsabilidade individual. (…) [E é importante porque] as pessoas querem saber o que acontece por trás das araras. Eu faço questão de mostrar.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s