Meryl Streep e Anne Hathaway comemoram 10 anos de O Diabo Veste Prada

E mais curiosidade sobre o filme, que completa 10 anos neste mês.

Na semana em que o Diabo Veste Prada, um dos filmes mais queridos entre as pessoas que amam moda, comemora 10 anos, Meryl Streep, a eterna Miranda Priestly, compartilhou algumas curiosidades do longa em entrevista. Ela revelou à Variety que deu ideias de algumas cenas do filme e explicou como conseguiu dobrar o seu salário.  

Quiz: Será que você consegue completar essas frases de O Diabo Veste Prada? 

A atriz disse que, apesar de todo o prestígio que seu nome carrega, ela nunca deixou isso a influenciar ao ponto de se sufocar em estrelismo. Quando a chamaram para o papel de Miranda, o cachê proposto era muito aquém da importância dela no filme. “Eu tinha 55 anos e eu aprendi, naquele momento, como lidar com as coisas sozinha e percebi meu valor”, disse. “Eu estava prestes a dizer adeus e eles dobraram a oferta”, completa.

Depois disso, Meryl ainda conquistou a confiança do diretor a ponto de sugerir mudanças no roteiro. Uma delas é a icônica cena em que Miranda dá uma verdadeira palestra para dizer a Andy (Anne Hathaway) que, ao escolher vestir aquele suéter azul, que pensava ser uma decisão pessoal, na verdade estava sendo influencia pela indústria da moda. “Eu também quis uma cena em que meu personagem aparecesse sem armadura, sem casca. Acabou se tornando a cena do quarto de hotel. Só para visualizar aquele rosto sem poder, um vislumbre da mulher que comanda uma empresa”, lembrou a atriz.

Ela ainda conta que, ao desenvolver seu personagem, pegou influências de Clint Eastwood, que segundo ela “nunca levanta a voz” e, mesmo assim, todos o escutam. Na mesma entrevista, Anne Hathaway comentou a decisão. “Todos estavam esperando uma chefe mandona com voz estridente. De repente, Meryl abriu a boca e basicamente sussurrou. todo mundo na sala suspirou. Foi tão inesperado e brilhante”.

. .

. (/)

Anne Hathaway também homenageou o filme, dizendo que o papel “mudou sua vida”.

Reprodução Reprodução

Reprodução (/)

Em entrevista à Variety, ela relembrou que esse papel foi o seu primeiro destinado ao público adulto (até então, ela estava muito associada ao O Diário da Princesa) e que foi ali em que as pessoas puderam ver o seu potencial.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s