Calendário Pirelli reescreve a história com casting 100% negro

Uma das publicações mais importantes da moda confirma que o mundo fashion está mudando.

O Calendário Pirelli é uma das publicações mais tradicionais e respeitadas da indústria da moda. Sendo assim, ele é um ótimo termômetro para entendermos como a alta hierarquia fashion tem lido e entendido as mudanças mais que necessárias pelas quais o mundo está passando.

pirelli-calendario

 (Pirelli/Divulgação)

Neste ano, ele conta a história de Alice no País das Maravilhas com um casting formado apenas por pessoas negras. Pare e pense: no seu imaginário, como você interpretaria a narrativa que conhecemos através de desenhos animados? Com personagens brancas, certo? É aí que essa nova forma de contar essa história começa a fazer sentido como transformadora. “A mensagem é tão grande e o timing não poderia ser mais perfeito”, conta Naomi Campbell, parte essencial do shooting, ao The Guardian. Em seus 31 anos como modelo, ela afirma que esse é um momento único de aceitação e diversidade.

calendario-pirelli-2018

 (Alessandro Scotti/Divulgação)

A história do calendário também delineia o fato de que as coisas podem mudar — e que mesmo aquilo que tinha propósitos duvidosos pode caminhar para uma evolução constante e verdadeira. Criado pela companhia italiana de pneus em 1960, ele distribuía imagens distorcidas do que é ser mulher. Em 1987, por exemplo, a mesma Naomi Campbell, com apenas 17 anos, estrelou as páginas do calendário clicada por Terence Donovan.

 

pirelli-calendario

 (Pirelli/Divulgação)

Os últimos dois anos foram essenciais para essa mudança. Se durante a sua história ele produziu majoritariamente imagens de mulheres nuas clicadas por homens — incluindo Terry Richardson, um erro ocorrido em 2010 — o discurso tem lentamente sido mais artístico, sensível, menos afetadamente imagético. A presença de mulheres atrás das câmeras mudou também o backstage: a grande virada aconteceu em 2016, quando Annie Leibovitz retratou outras mulheres que eram reconhecidas por suas conquistas profissionais, culturais e sociais. Quando anunciaram que Tim Walker seria o fotógrafo do ano, ELLE previu que as imagens produzidas continuariam essa nova narrativa.

calendario-pirelli-2018

 (Alessandro Scotti/Divulgação)

Entre os grandes destaques das fotos estão Adwoa Aboah, Naomi Campbell, Lupita Nyong’o, Duckie Thot, Whoopi Goldberg, Thando Hopa, Sasha Lane e RuPaul. King Owusu, que faz parte da agência de casting diverso Nii Agency, também estrela as fotos.

“A história de Alice nunca foi contada dessa forma”, conta Tim Walker ao The Guardian. Ele afirma que a decisão do casting faz parte de uma conversa maior. “É difícil ser muito claro nesse assunto, mas a moda reflete o espírito dos tempos. A indústria da moda é um país das maravilhas, e é algo imensamente positivo ver uma Alice negra. A Alice é universal.” Mesmo que não seja a primeira vez que o calendário retrata apenas mulheres negras — em 1987 Campbell estrelou uma edição especial com esse tema –, o tom é muito diferente nesta edição, inserindo a diversidade na conversa.

calendario-pirelli-2018

 (Alessandro Scotti/Divulgação)

Ainda existe ceticismo sobre o futuro das edições do calendário — e da moda em si. Mas ele é um reflexo desse novo momento do mundo. A modelo sul africana Toando Hopa, que interpreta a Princesa de Copas nas imagens, na verdade trabalhava como promotora especializada em casos de ofensa sexual, e só virou modelo pois “queria ter um nível maior de representação para alguém que é tão diferente”, contou ela, que tem albinismo, ao jornal.

pirelli-calendario

 (Pirelli/Divulgação)

De acordo com a modelo, o calendário é uma representação do poder das imagens: “você vê alguém retratado de uma forma particular e isso te dá inspiração e motivação. Esse é um passo importante. De inserir imagens que não são genéricas, que não se conformam com os estereótipos”, finaliza a modelo.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s