O que é Mohair e por que o material está deixando de ser usado na moda?

Uma filmagem do PETA exibiu o sofrimento animal para a produção do tecido, fazendo com que grandes marcas deixem de usá-lo.

Sabe aquelas blusas e casacos peludinhos, mas que ao contrários dos casacos de pele são leves e têm textura macia? A maioria dessas peças provavelmente é feita com mohair, um tecido sedoso criado com pelo de cabra. Mas após a publicação da primeira investigação de como funciona essa indústria, a Topshop, a Zara, o grupo Gap, a H&M e a Lazy Oaf baniram o tecido de sua produção. Ontem mais lojas aderiram à proibição, com a Mango e a Primark afirmando seu comprometimento de não usar mohair em suas peças.

Leia também: Kim Kardashian não vai mais usar seus casacos de pele

A investigação foi conduzida pelo PETA, que criou um filme com imagens de 12 fazendas ao redor da África do Sul (a maior produtora de mohair no mundo), que revelou o terror e a dor infringida nas cabras, muitas ainda com apenas algumas semanas de vida, para a obtenção do pelo.

O The Washington Post contou: “os investigadores afirmaram que os animais às vezes eram até mortos depois da retirada dos pelos. Em uma fazenda, um trabalhador cortava a garganta das cabras conscientes com uma faca, e então quebrava seus pescoços.” Apesar de não haver confirmação de que essas fazendas forneciam para as grandes marcas, vale notar: em 2015, o governo da África do Sul afirmou ser o produtor de metade do mohair existente no mundo.

“O abuso animal é rotineiro na indústria do mohair, não importa o que os revendedores tentem dizer ou esconder dos consumidores”, afirma o filme. A organização pede que os compradores chequem as etiquetas enquanto fazem compras. “Se contêm mohair, deixem nas araras.”

As marcas citadas acima afirmaram que ainda venderão as peças feitas com mohair que estão nas lojas, mas que não produzirão nada novo com o material. Um representante da H&M afirmou: “a rede de produção de mohair é difícil de controlar. Assim, nós decidimos banir a fibra de nossa produção até 2020.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s