PUMA e FUBU lançam coleção inédita

A icônica marca de streetwear dos anos 1990 revisitou sua história para a parceria com a PUMA.

Era 1992 quando quatro amigos lançavam uma marca que não apenas estaria sob os holofotes do streetwear como alcançaria um significado e uma importância única para a comunidade negra norte-americana. A FUBU, acrônimo de “For Us By Us”, virou referência na criação de peças que traduziam, representavam e valorizavam a cultura negra e do hip-hop — um dos importantes motivos, como conta o nome, é por ela ser feita por e para pessoas de dentro dela. Não é à toa que “FUBU”, inclusive, virou título e tema de uma música de Solange Knowles sobre apropriação e valorização cultural.

Leia também: Solange Knowles estrela nova campanha da Calvin Klein

E a trajetória da marca criada por Daymond John, J. Alexander Martin, Keith Perrin e Carlton Brown está sendo lembrada em uma parceria inédita com a PUMA, em uma coleção que resgata o autêntico streetwear, com looks marcados por contrastes de cor e diversidade de tecidos. Entre as peças icônicas estão a jaqueta e a calça T7, baseadas em um modelo da marca.

A coleção já está disponível no site da Puma e em lojas selecionadas. “Quando começamos a FUBU, nós éramos muito jovens. Nós procurávamos um caminho. Não para fora do gueto, mas um caminho”, contou J. Alexander Martin. Em entrevista exclusiva para à ELLE Brasil, ele conta sua visão sobre moda e sobre a marca:

O que você sobre a atual cena do streetwear? Como ela é diferente hoje e nos dias que você começou?

Eu acredito que o streetwear está passando por uma transformação. Antes ele era uma combinação de designers urbanos e do mundo do skate competindo pelo mesmo espaço. Streetwear é só o oposto de ready to wear.

Como surgiu a colaboração entre a PUMA e a FUBU?

Wille Esco é um grande designer e diretor criativo, e tinha uma boa relação com os executivos da PUMA. Ele nos apresentou a ideia de fazer uma parceria para celebrar o mês da história negra. Já tivemos algumas colaborações de sucesso durante nossa missão de relançar a marca, então caiu muito bem.

Por que você acha que as marcas combinaram bem?

A FUBU sempre foi uma marca global com vendas que vão além dos bilhões de dólares. A PUMA, por sua vez, é conhecida por seus itens atléticos, o que combinou bem com o estilos que fizeram a FUBU ser o que é hoje. Nossos looks com mix de estilo esportivo com urbano foram bem traduzidos no resultado.

fubu-puma-colecao

 (PUMA/Divulgação)

Como vocês traduziram a identidade da FUBU nas roupas da PUMA?

Foi simples e começou com o logo. Uma vez que ele ficou pronto, tudo funcionou bem facilmente. Tínhamos acordos de marca registrada com a NBA e a ABA. Nosso casaco de jérsei vendeu mais que o da NFL. Com esse histórico e a qualidade da PUMA, era um encontro feito para dar certo.

O que você acha da colaboração entre a Gucci e Dapper Dan depois de toda a controvérsia de seu desfile resort?

As cópias são o maior elogio. Dapper Dan reinterpretou a Gucci e provavelmente vendeu mais peças que a Gucci, durante seu tempo. Se não pode combatê-los, junte-se a eles.

O que você pensa dos debates de apropriação cultural na moda?

A FUBU é uma anomalia no debate de apropriação cultural porque nós criamos o que queríamos, daí o significado de “FUBU” (For Us By Us). O hip-hop sempre foi um movimento cultural no qual todos amavam a música. Eu, pessoalmente, não concordo que as pessoas roubem o estilo. Não concordo com uma estrutura hierárquica, também. Eu envolvo todos porque acho que é assim que crescemos.

Por que você acha que demorou tanto para o streetwear ser valorizado na moda?

A moda sempre saiu na frente com a mídia, mas quando a venda do streetwear superou a da alta moda, eles não puderam negar esse estilo.

Veja também
fubu-puma-colecao

 (PUMA/Divulgação)

Por que você acha que o streetwear é importante para o empoderamento negro?

Ele é uma representação de nossa cultura.

Como você acha que a FUBU se relaciona com os consumidores brasileiros?

Existe uma grande comunidade afro-brasileira, assim como amantes do hip-hop.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s