‘Riverblue’ expõe a destruição dos rios pela indústria da moda

Exibido na conferência Wear 2017, em Toronto, o filme será lançado oficialmente no dia 19.11 em diversos cinemas ao redor do globo, e dia 23 no Brasil.

A recente notícia de que trabalhadores sem pagamento estariam pedindo ajuda por meio de etiquetas em roupas de uma loja da Zara na Turquia causou alvoroço novamente nas redes sociais. Tão importante quanto a disseminação desse tipo de informação, é o entendimento de que o caso não é isolado e que representa a complexidade da cadeia produtiva da indústria da moda e suas diversas falhas.

Produções como o documentário The True Cost ajudaram a fazer com que diversas pessoas passassem a se questionar sobre suas escolhas de consumo (até Sarah Jessica Parker fez uma declaração), principalmente quando o assunto é fast fashion e trabalho análogo ao escravo. Agora, um novo filme chamado Riverblue promete colocar ainda mais em pauta o assunto. Na obra de David McIlvride e Roger Williams, os diretores com ajuda de diversos ativistas expõem as consequências ambientais e sociais da fabricação do jeans, uma das peças mais populares do nosso guarda-roupa.

Os produtores viajaram para Índia, Bangladesh, China, Zâmbia e Indonésia a fim de expor a destruição de vários rios do mundo, bem como a degradação da saúde de muitas pessoas que vivem ao redor desses rios. O nome não é por acaso, e mostra o efeito azul que a água ganha graças a indústria do jeans, além do consumo exacerbado desse recurso natural na criação das peças.

Novas práticas em países como Itália e Espanha também são apontadas como possíveis soluções, mas o filme é enfático ao apontar que a mudança de hábitos de consumo da população é essencial para pressionar e mudar essa cadeia.

O documentário, que será lançado em parceria com o Fashion Revolution no dia 19 de novembro no mundo (no Brasil, será no dia 23 durante a Brasil Eco Fshion Week em uma sessão aberta ao público) e depois disponibilizado via iTunes, foi apresentado durante a edição deste ano da WEAR Conference, um evento que reúne em Toronto diversas iniciativas internacionais que buscam soluções para os problemas levantados. Entre os destaques da conferência, está a parceria entre a C&A Foundation e a Ashoka com seu programa Fabric of Change, que levou à cidade canadense três brasileiros com os projetos Banco de Tecido, o Retalhar e o Instituto Alinha, empreendimentos sociais que estão transformando o cenário nacional.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s