Simplicidade e sustentabilidade pautam a nova Oscar de la Renta

Este é o legado que os jovens designers à frente da grife histórica pretendem deixar.

Laura Kim e Fernando Garcia são uma dupla e tanto. Entre os tantos méritos do próprio Oscar de la Renta em sua carreira longeva no mundo da moda, está o fato de ter conseguido juntar esses dois talentosos designers. Nascida na Coreia do Sul, naturalizada canadense, mas radicada nos Estados Unidos, Laura trabalha na marca desde 2003 — quando entrou como estagiária. Fernando veio bem depois, em 2009, e impressionou a todos de cara por sua agilidade. Vindo do mesmo país que o fundador da casa, a República Dominicana, não demorou para que ele ganhasse o coração de seu chefe.

A sinergia entre os dois foi (e ainda é) tão boa, que o trabalho nesta que é uma das maiores e mais glamourosas marcas norte-americanas não foi suficiente para saciar a voracidade criativa do duo. Foi preciso montar a Monse, que rapidamente se tornou queridinha dos fashionistas classe A de Nova York, como a atriz Sarah Jessica Parker. Em recente entrevista à revista W, os atuais diretores criativos da Oscar de la Renta revelaram os seus planos para o futuro da etiqueta.

“Sabemos que o Oscar, com certeza, apoiaria o empurrão rumo a modernidade que estamos dando”, diz Fernando. “A questão é que não dá para fazer isso somente em uma temporada. Não dá para alienar a nossa clientela, que é supervasta, desse jeito. Tem que ir fazendo isso aos poucos.” Segundo Laura Kim, o criador da grife não era tão fã de bordados, brocados e pedrarias como se imagina. “As clientes dele eram enlouquecidas por isso tudo, mas, de vez em quando, ele dizia para a gente: ‘queria tanto poder fazer um vestido-coluna preto‘. Ele amava simplicidade e nós achamos que isso é importante para esse novo momento da marca.”

Acho estranho pensar que Laura e eu estamos perpetuando o DNA do Oscar. Para ser sincero, ainda tenho a sensação de que sou a pessoa que vai buscar o almoço para ele – Fernando Garcia

Outra novidade da dupla à frente da ODLR é o crescente comprometimento com a sustentabilidade. Para vestir Emma Watson, em sua press tour por A Bela e a Fera, eles fecharam uma parceria com a Eco-Age — uma empresa especializada em tecidos ecológicos. Além disso, estão pesquisando uma maneira de produzir o rosa-choque característico da etiqueta com um impacto ambiental menos agressivo.

“Acho estranho pensar que Laura e eu estamos perpetuando o DNA do Oscar. Para ser sincero, ainda tenho a sensação de que sou a pessoa que vai buscar o almoço para ele“, brinca Fernando. “Descia lá no Pret a Manger e dizia qual era a sopa do dia.”

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s