Tete Feder encara o poder dos acessórios para criar looks que misturam o básico com o boho

Tete Feder é dessas que jamais passam despercebidas. Com looks de alto teor fashion, ela arranca olhares por onde anda. Quem vê seu tino para a moda hoje em dia pode pensar que a história de amor com esse universo é de longa data. Mas Tete assume que só passou a se interessar de verdade pelo tema há cerca de quatro anos, quando criou sua marca de acessórios, a Steff. “Antes eu tinha o interesse natural de toda mulher. Gostava de comprar e me vestir, mas nunca fui muito a fundo no assunto”, diz. Ela chegou a trabalhar na NK Store, na área de vendas, por quatro anos. “Foi meu primeiro emprego, e aprendi muito lá, além de ter conhecido grandes amigas, como Helena Barbero, que é buyer da loja.” Mais tarde, a paulistana teve uma passagem curta pela Adriana Barra antes de montar o próprio negócio.

A label, que foi criada ao lado da irmã Daniela, nasceu do interesse de Tete por anéis, pulseiras e colares. “Sempre que viajava, o que mais trazia na mala eram os acessórios. Então decidi tentar desenhar algumas peças.” Já na primeira coleção, uma parceria de sucesso abriu as portas para a grife. “Por coincidência, a Triya estava fazendo uma linha repleta de animal prints, e nossa estreia era inspirada em insetos”, lembra. “Sou amiga das estilistas, e elas acabaram usando nossos acessórios no desfile de verão 2011 no Fashion Rio.”

Victor Affaro Victor Affaro

Victor Affaro (/)

Nascida em São Paulo, ela passou toda a infância e adolescência na fazenda da família, no interior do estado – é para lá que viaja em seus fins de semana até hoje. “Isso teve bastante influência no meu estilo por muito tempo. Amava botas, cintos e tenho uma coleção de chapéus”, afirma. “Eu me lembro de andar com o look completo country, total jeans, com fivelas grandes e tudo a que se tem direito”, diz, brincando. Com o passar dos anos, limpou os excessos e hoje se assume mais básica, com algumas referências boho. “Amo branco e preto e, quando uso cor, aposto em tons mais neutros, como marrom e camelo.” Até quando o assunto é estampa, a loira prefere a cartela terrosa e padronagens clássicas, como animais e gráficas, além de paixões pontuais, como as da Emilio Pucci. “É um clássico do closet.”

Victor Affaro Victor Affaro

Victor Affaro (/)

Para garantir a bossa, Tete não dispensa suas criações. “Faço questão de ser a minha própria garota-propaganda. Amo os acessórios. Eles transformam a produção.” 

Quer mais? Confira a matéria completa na ELLE agosto/2015!

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s