Veja como foram feitas as réplicas dos modelos da Gucci

Elas foram construídas com a ajuda da equipe de efeitos especiais Makinarium e demoraram seis meses para serem completadas.

Vocês já assistiram ao desfile de inverno 2018 da Gucci? Se por alguma razão isso ainda não aconteceu, corra para a resenha que a nossa editora de reportagem de moda Vivian Whiteman escreveu em sua coluna. O texto explica com muita clareza a relação entre a imagem maluca com direito a dragões, modelos que usavam cópias de suas cabeças decapitadas como acessórios entre outras invenções de Alessandro Michele, com o ponto de partida de sua coleção: o livro de 1984 “Manifesto Ciborgue” da filósofa e bióloga norte-americana Donna Haraway.

Leia mais: Modelos usam suas próprias cabeças como acessório na Gucci

Para criar esses efeitos surrealistas, a etiqueta italiana convocou a Makinarium, uma equipe especializada em fazer esse tipo de serviço — só que em contextos completamente diferentes como, por exemplo, o cinema. Durante seis meses, eles se dedicaram totalememente ao projeto para criar todas as peças que foram desfiladas ontem (21.2). Confira na galeria abaixo o making of da brincadeira de Michele.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s