Marc Jacobs se revolta com jornalista que escreveu que seu comportamento seria bizarro

Após a polêmica com uma foto íntima publicada sem querer em seu Instagram, há alguns meses, Marc Jacobs virou mais uma alvo dos holofotes. Dois artigos que falavam sobre a vida pessoal e a carreira do designer foram publicados no site do New York Post no último fim de semana, e o estilista não ficou nem um pouco contente com isso.

Em um deles, uma fonte anônima contava que supostamente Marc havia promovido uma orgia com 10 meninos escolhidos pelo aplicativo Grindr, em seu apartamento em Nova York, regada a álcool e drogas. O outro, assinado pela jornalista Maureen Callahan, tinha como título “O que há de errado com Marc Jacobs? Mistério dos problemas nos negócios e comportamento bizarro”.

Na madrugada desta terça-feira (27.10), Marc postou uma carta aberta a Maureen em seu Instagram:

An open letter to MAUREEN CALLAHAN Girl, I think I understand your pain. You're a sick woman. It must be such a sad, unfulfilling and lonely existence to get paid for "writing" (I use the term loosely) an article put together from out of context information "written" by other journalists over a period of time, for different periodicals, in different countries. I can't even imagine your suffering having made a life and name working for what has to be the worlds worst, trashiest, and most irresponsible of "newspapers" (LOL)! I can imagine the powerful and fulfilling feeling you must feel with each piece you "write" that helps yourself and your readers feel better about their lives by putting down others who are so fortunate as to have been blessed with a genuine passion for creation. Those creative individuals who like everyone else has feelings, a sexual appetite, "issues", character defects, and professional ups and downs. If you were a real writer and not the parasite feeding off of the successes and failures of others I wouldn't bother writing my thoughts here. I do feel sorry for you. Please know you are in my prayers. I hope you will someday find something, somewhere that gives you pleasure…and not at another's expense. Should that moment happen for you, please don't thank me. I only wish the best for everyone. Even you. Sincerely and disrespectfully, Marc (Jacobs). #lethimwhoiswithoutsincastthefirststone #youwannacomeforme?

A post shared by Marc Jacobs (@themarcjacobs) on

“Moça, eu acho que entendo a sua dor. Você é uma mulher doentia. Deve ser uma existência muito triste, insatisfatória e solitária receber para “escrever” (eu uso o termo vagamente) um artigo criado a partir de informações “escritas” por outros jornalistas durante um período de tempo, para diferentes publicações, em diferentes países. Eu não posso sequer imaginar o seu sofrimento por ter feito uma vida e um nome ao trabalhar para um dos piores, mais sujos e mais irresponsáveis “jornais” do mundo (risos)! Eu posso imaginar o poderoso e gratificante sentimento que você deve sentir com cada artigo que você “escreve” que ajuda você e seus leitores a se sentirem melhor sobre suas vidas, colocando para baixo os outros que são tão sortudos de terem sido abençoados com uma paixão genuína pela a criação. Aqueles indivíduos criativos que, como todos os outros, têm sentimentos, apetite sexual, problemas, defeitos de caráter, e altos e baixos profissionais. Se você fosse uma escritora de verdade e não uma parasita que se alimenta dos sucessos e fracassos dos outros, eu não me incomodaria em escrever aqui. Eu sinto muito por você. Por favor, saiba que você está em minhas orações. Espero que um dia você encontre alguma coisa, em algum lugar, que lhe dê prazer … e não às custas do outros. Caso esse momento aconteça para você, por favor, não me agradeça. Eu só desejo o melhor para todos. Até você. Sincera e desrespeitosamente, Marc (Jacobs).”

E também um post da publicação sobre sua vida sexual:

“Selvagem? Eu diria “morno”. E a qualquer hóspede que se beneficiou em passar esta informação errada para o Post, eu só desejo-lhe boa saúde, felicidade e uma vida longa para poder continuar se aproveitando da gentileza de estranhos e falando sobre os outros.” 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s