“Não me façam sentir como um animal em um zoológico”, desabafa Cara Delevingne sobre os paparazzi

Cara Delevingne pode ter largado sua carreira de modelo, mas ainda frequenta alguns eventos de moda e carrega multidões por onde passa. A atriz chegou ontem (22.9) em Milão para a abertura de uma loja, onde foi escalada para aparecer ao lado de Kate Moss, e foi ao Twitter desabafar sobre a perseguição dos paparrazi em sua primeira noite na cidade. “Eu estava animada por estar em Milão, mas agora estou sentindo que vocês vão arruinar minha viagem”, dizia um de seus posts.

Mental! @mango #KateMoss #CaraKateMilan #somethingincommon

A post shared by Cara Delevingne (@caradelevingne) on

Cara é conhecida por se esconder dos fotógrafos de jeitos inusitados – quem se lembra do macacão de pizza utilizado por ela no ano passado? – e por fazer fortes críticas à indústria, como as denúncias de assédio sexual por parte de fotógrafos. Relembre aqui os motivos pelos quais ela decidiu abandonar as campanhas e passarelas e, abaixo, veja os tweets da noite passada.

“Os paparazzi estão cada vez piores! Não estou reclamando, mas acho triste que eu não possa viver na minha própria cidade por esse motivo”.

“E também para os caras em Milão! Eu só cubro meu rosto quando vocês são rudes comigo, por favor, não me faça sentir como um animal em um zoológico”.

“Se eu pudesse fazer vocês se sentirem do jeito que vocês me fazem sentir. Eu só espero que fora disso vocês sejam capazes de sentir empatia pelos outros”.

“Algum dia, quanto eu tiver tempo, eu vou descobrir onde vocês moram e vou acampar do lado de fora de suas casas com os meus amigos armados com câmeras”.

“Eu me recuso a deixar que estes homens crescidos tratem pessoas como objetos sem sentimentos e fujam assim. Eu nunca ficarei em silêncio”.

“Alguns de vocês são definitivamente piores que os outros e eu prometo que vou voltar para morder vocês, não, EU COM CERTEZA VOU”

Quando um de seus seguidores falou que toda sua carreira era baseada nisso, ela respondeu:

“Eu sei e eu aceito isso. É parte do meu trabalho, mas deveria existir uma linha. Ninguém deveria se sentir assim”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s